A verdade sobre o RH em relação a campanha de Novembro Azul

Novembro Azul é o nome dado ao movimento internacional criado para a conscientização do câncer de próstata e alertar os homens da importância do diagnóstico precoce. Criado em 2003, o mês de novembro foi escolhido, por causa do dia 17 de novembro, que é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

No último ano, só no Brasil tivemos o número aproximado de 65 mil novos casos, bem próximo ao número de câncer de mama (66K). É um número que chega a ser considerado surpreendente uma vez que é quase 3x maior que a segunda incidência de casos de câncer em homens. Contudo, nos dias de hoje ainda há muito preconceito atrelado ao tema, o exame que envolve um diagnóstico através de toque retal é polêmico, controverso, e cheio de mitos.

Ao contrário de se aprofundar nos motivos sobre a resistência para fazer os exames, é importante ressaltar um agente que muitas vezes não é compreendido neste processo, o RH. Há quem imagine ou julgue que as razões de RH sejam com o intuito de cumprir uma agenda ou até mesmo fazer "Oba-Oba". Longe disso!

Poucos entendem, e de certa forma ainda bem, o impacto de um recurso identificado com a doença, longe de falar sobre impactos financeiros, mas do ponto de vista emocional, moral entre outros. Uma pessoa abalada por uma doença que tem riscos tão altos para a vida é algo que tem um efeito em cadeia. RHs entenderam isso, e por isso deram peso ao tema.

Não é incomum atualmente empresas que além de campanhas de saúde comunicacional incentivam o envolvimento com o tema zerando coparticipação nos exames durante este período, trazendo profissionais para falar sobre o tema e muitos outros incentivos. E ainda parece insuficiente, e agora sim voltando aos motivos de resistência, os desafios do RH vão além de uma campanha de prevenção, é sim uma guerra contra preconceito, viés inconsciente e ignorância. Por isso este artigo destaca este esforço, uma vez que as batalhas estão rolando e entre vitórias e derrotas, existe um desejo de que todos entendam que cada um faz parte deste resultado, seja se cuidando ou conscientizando, e acima de tudo compreendendo. Então, viva a Saúde! 😉

Marcado com:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*